Tom Cruise: Surge a gravação da estrela ‘gritando à equipa de filmagem’ sobre Covid

Surgiu uma gravação do Tom Cruise a gritar aparentemente com os trabalhadores no conjunto da Missão: Impossível 7 e ameaçando despedi-los se quebrassem as directrizes da Covid-19.

O Sol publicou o áudio expletivo carregado no qual o Cruise dizia: “Se te vejo a fazê-lo de novo, estás… desaparecido”.

O jornal dizia que o Cruise tinha visto dois tripulantes “demasiado próximos um do outro em frente a um ecrã de computador”.

Reuters citou fontes que confirmam que o áudio era genuíno.

As filmagens estão actualmente a ter lugar no Reino Unido. O Sol não disse quando o incidente aconteceu, mas os cineastas regressaram ao país no início de Dezembro, de acordo com a Reuters.

A Missão: A franquia impossível é extremamente bem sucedida nas bilheteiras, estrelando Cruise como Ethan Hunt.

O sétimo filme teve de interromper as filmagens em Itália em Fevereiro devido a preocupações sobre o surto de coronavírus, e O Sol disse que o actor tinha “tentado pessoalmente garantir que não houvesse mais atrasos”.

Missão Impossível: paragem das filmagens por medo da saúde

Na gravação, o Cruzeiro pode ser ouvido a gritar: “Eles estão lá atrás em Hollywood a fazer filmes agora mesmo por nossa causa”. Estamos a criar milhares de empregos.

“É isso mesmo. Sem pedidos de desculpas. Pode dizê-lo às pessoas que estão a perder as suas… casas, porque a nossa indústria está encerrada.

“Não vamos fechar este filme… Está compreendido? Se o voltar a ver, vocês… vão-se embora”.

Variedade disse que o filme está agendado para lançamento em Novembro de 2021. A BBC News solicitou comentários aos representantes do Cruzeiro e da Missão: Impossível estúdio e produtores.

O áudio espalhou-se rapidamente pela Internet. Nick Murphy, que dirigiu no ano passado A Christmas Carol for BBC TV e Save Me for Sky Atlantic, elogiou as acções da estrela, escrevendo: “Tom Cruise estava certo”.

O apresentador de rádio norte-americano John Rocha também exprimiu o seu apoio, escrevendo: “Gostaria que MAIS pessoas no comando reagissem assim às pessoas que violam protocolos ou não usam máscaras”. Se ao menos mais pessoas vissem o quadro geral que Tom está a destacar aqui”.

Dennis Tseng do site de cinema Collider acrescentou: “Tom Cruise não está errado. Agora ele só precisa de voltar à América e gritar com todos os anti-máscaras”.

E a actriz britânica Rebecca Front brincou: “A única coisa que falta naquele áudio #TomCruise é o som distante de um exercício solitário e um angustiado 1º AD [assistente de realização] gritando: ‘Será que podemos POR FAVOR segurar o trabalho?!

Deixe uma resposta